Por que usar OKRs na gestão da sua empresa?

As OKRs são uma ferramenta de gestão que traz muitos benefícios para qualquer empresa que as use da maneira correta. Quais são alguns desses benefícios:


Foco e priorização

OKRs forçam as organizações (times e indivíduos) a priorizar os resultados de negócios mais importantes em um determinado período (por exemplo, no próximo trimestre), e reverberar esse foco e priorização por toda a organização.


Alinhamento

As OKRs nascem da missão e da visão da empresa em um processo de alinhamento e desdobramento que tem a função final de fazer com que todos saibam em qual direção devem remar, aqui e agora. Este processo de alinhamento acontece em duas dimensões: através de tempo e através da organização.


A organização cria suas OKRs estratégicas alinhadas à sua missão e à sua visão. Em seguida, cria suas OKRs anuais alinhadas às suas OKRs estratégicas. Isso as alinha no aspecto temporal.


Dentro de um mesmo ciclo, diferentes pessoas e equipes dentro a organização também alinha suas OKRs umas com as outras. VPs criam suas OKRs em alinhamento com as da empresa. As diretorias criam suas OKRs em alinhamento com as VPs. Squads (times de solução de problemas) criam suas OKRs em alinhamento com as OKRs de unidades de negócios, ou até tribos. Isso as alinha no aspecto organizacional.


O benefício do alinhamento é reforçado pelo fato de que as OKRs são públicas por padrão. Dependências e conflitos podem ser prontamente identificados, discutidos e resolvidos.


Cultura

As OKRs são uma ferramenta muito poderosa para solidificar uma cultura de execução e orientação para resultados em qualquer organização.


Talvez 9 entre 10 empresas tenham, entre suas competências corporativas, valores ou diretrizes estratégicas, alguma variação de “foco em resultados”. Mas o que isso significa na prática?


Um profissional orientado para resultados sabe claramente a diferença entre um esforço e um resultado. Vamos olhar para alguns esforços e resultados que são frequentemente confundidos:

. Fazer reuniões de vendas (ou 50) é um esforço. Fechar uma venda é um resultado.

. Implementar um sistema ERP é um esforço. Reduzir erros contábeis é um resultado.

. Construir um novo recurso no carrinho de compras é um esforço. Aumentar a taxa de conversão é um resultado.


A relação entre esforços e resultados é sempre relativa. Para ilustrar isso, vamos pensar em futebol. “Correr mais rápido” é um resultado do esforço “treinar”, mas “correr mais rápido” também é um esforço para o resultado “marcar mais gols”. E “marcar mais gols” é um esforço para “vencer o jogo”.


As OKRs devem acompanhar os resultados relativos à pessoa ou equipe que os possui. Assim, se uma equipe de produto trabalha exclusivamente no carrinho de compras do e-commerce, seu objetivo será algo como “melhorar as taxas de conversão do carrinho de compras” e o Key Result será “Taxa de conversão entre itens adicionados ao carrinho para compras realizadas de 3% para 5%.”


Com mais clareza sobre o que são esforços e o que são resultados, a cultura da empresa se torna menos política e menos subjetiva, e mais focada em resultados!

Siga também no Instagram  #lampoglia e me solicite o meu livro que enviarei para você com o maior prazer